Projeto Janeiro Branco: cuidar da mente é cuidar da vida

Janeiro Branco

Criado por um grupo de psicólogos de Uberlândia (MG) em 2014, a campanha
“Janeiro Branco” tem o intuito de chamar a atenção da sociedade brasileira
para os cuidados da saúde mental, a qual estimula as pessoas a refletirem
sobre a importância das emoções.
Com o slogan “Quem cuida da mente, cuida da vida”, o projeto escolheu o mês
de janeiro, um mês de mudanças e recomeços, para aproveitar esse clima para
que as pessoas comecem o ano pensando também em sua saúde mental.
Já a escolha da cor branca simboliza o papel em branco com o intuito de
escrever uma nova história da saúde mental sem os tabus e preconceitos.
Com o aumento no número de dependentes químicos, pessoas com depressão
e ansiedade, a campanha adverte para a prevenção de doenças mentais e
busca promover a "psicoeducação", a qual favorece a saúde mental e auxilia
as pessoas a respeitar os outros e a desenvolver relações humanas saudáveis.
Objetivos
Entre os objetivos da campanha, um dos principais é fazer deste mês um
marco temporal estratégico para trazer reflexão para pessoas e instituições
sociais em prol da saúde mental.
Além disso, apesar da grande evolução no assunto, a saúde mental ainda é
tratada como tabu pela mídia, que precisa ressaltar o combate ao adoecimento
emocional.

Como ajudar as pessoas?
De acordo com o site do Janeiro Branco, a campanha coloca em evidência
importantes questões de saúde, como:
1. Colocar os temas da Saúde Mental e da Saúde Emocional em máxima
evidência na sociedade,
2. Construir, fortalecer e disseminar uma “cultura da Saúde Mental” na
humanidade,
3. Contribuir para a valorização da subjetividade humana e o combate ao
adoecimento emocional das pessoas,
4. Ajudar no desenvolvimento e a disseminação do conceito de
‘psicoeducação’ entre as pessoas e as instituições sociais,
5. Favorecer para o desenvolvimento e a valorização de políticas públicas
relativas aos universos da Saúde Mental em todo o mundo.
Atualmente, o projeto já conta com colaboradores em diversas cidades do país
e cada ano mais pessoas aderem a ajudam na campanha e desenvolvem
palestras ou mesas de debate sobre o assunto.

Para conhecer o projeto, acesse o site.

Você também pode gostar de:

paz interior