Guaco: um remédio natural parceiro da nossa saúde

 

Você já ouviu falar nos benefícios do guaco? Trata-se de uma planta medicinal que pode ser uma grande aliada no tratamento de diferentes doenças, como resfriado e asma. Conheça um pouco mais sobre esse poderoso remédio natural!

  • Em sua ação mais popular, o guaco é utilizado em forma de xaropes e chás, para tratar bronquite e tosse. Muitas pessoas utilizam a planta para abaixar a febre e para diminuir coceiras na pele. Para essas duas ações, basta fazer uma compressa. 
  • O guaco também exerce efeito broncodilatador, auxiliando a expectorar o catarro, e isso acontece devido a presença de componentes como cumarinas, taninos e saponinas. 
  • Também é possível usar o guaco para tratar inflamações de pele, na garganta e para curar aftas.

Vamos às receitas:

Para estados gripais, febres, catarros e asma brônquica: coloque duas colheres (sopa) de folha fresca picada em uma xícara de chá e adicione água fervente. Abafe por dez minutos e coe. Tome uma xícara duas vezes ao dia.

Para tosses mais fortes: coloque duas colheres (sopa) de folhas frescas picadas em uma xícara (tamanho de café) de açúcar cristal. Leve a fogo brando até o açúcar derreter. Armazene o xarope em um recipiente esterilizado. Tome uma colher (sopa), três vezes ao dia. Importante: para crianças, dê somente metade da dose.

Para reumatismo, varizes e problemas pulmonares como bronquite: encomende o extrato fluido em uma farmácia de manipulação de sua confiança e tome de 1 a 4 ml/dia. Misture o extrato com água ou suco.

Para úlceras, feridas na pele ou coceiras: coloque uma colher (sopa) de folhas frescas de guaco e uma colher de sobremesa de rizoma de confrei, bem picado, em uma xícara (chá) com água em fervura. Deixe por três minutos e coe. Espere esfriar e aplique no local afetado com um chumaço de algodão, deixando secar. Faça isso três vezes ao dia. Você também pode lavar o ferimento com o chá, se preferir.

CONTRAINDICAÇÕES

Por falta de estudos sobre efeitos colaterais, não é recomendado o uso do guaco para mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Por ter efeito anticoagulante, pessoas que usam medicamentos que “refinam” o sangue devem evitar o uso da erva a fim de que não sofram possíveis hemorragias. 

 

Fonte: Revista Vida e Saúde/ Maio de 2017

Você também pode gostar de:

Verão, saúde
Janeiro Branco
mais