A falta que a água faz

Você abriu a torneira para lavar o rosto e a água desceu instantaneamente. Tomou um banho antes de sair de casa e até se propôs a encher uma garrafinha para levar ao trabalho. O carro que você usa para chegar ao serviço só consegue se deslocar porque o radiador está cheio.

Percebe o quanto a água é fundamental para o nosso dia a dia? Precisamos dela para tudo, inclusive para fazer o carro andar. Entretanto, raramente refletimos sobre a importância desse líquido preciso para o nosso organismo.

Reflita agora: você usou a água para tomar banho e para lavar algumas coisas, mas quantos copos tomou hoje?

A verdade é que, assim como o carro só funciona se o radiador estiver cheio, nosso organismo só terá um funcionamento adequado se estivermos devidamente abastecidos com água. Para isso, precisamos nos preocupar com esse abastecimento.

Geralmente, temos água em abundância ao nosso redor e poucos de nós passaram sede de fato. Por isso, não valorizamos a importância desse líquido e muitas vezes nos esquecemos de consumi-lo.

Entretanto, quando somos negligentes ou esquecidos em relação à agua, o nosso corpo começa a mandar alguns sinais de que algo não anda bem.

O livro o Segredo da Saúde (pág. 14) diz que, como o corpo não pode falar e clamar por socorro, ele se expressa então através dos sintomas. Muitas vezes, as dores são alertas desesperados de células sedentas.

É preciso estar atento a esses sintomas. Sabe aquela dor antiga que você sente e nenhum remédio consegue resolvê-la? Talvez seja um alerta que seu corpo está enviando para dizer que você deve tomar mais água. Está na hora de escutá-lo!

Para entendermos esses sinais emitidos pelo corpo, o livro O Segredo da Saúde (pág. 14 e 15) mostra alguns alertas que o corpo pode nos dar. Confira:

  • Dores nas costas

Você sabia que os discos invertebrais, cuja função é amortecer, são compostos por 80% de água? Esses discos suportam três quartos do peso corporal e se degeneram com a falta do líquido. É como se o peso de um caminhão tanque estivesse sobre os aros das rodas de ferro sem pneus, chiando no asfalto e soltando faíscas.

  • Dores articulares

Assim como os discos vertebrais, as cartilagens que protegem as articulações são compostas em 80% por água. Se o líquido não for suficiente, as articulações vão ranger como dobradiças sem lubrificação. São as famosas dores nas juntas.

  • Artrite

O hábito de beber água pode te livrar da artrite e de processos inflamatórios crônicos das articulações. Elas se inflamam em virtude do atrito seco, causado pela falta de líquido.

  • Dores de cabeça e enxaquecas

Noventa por cento do volume cerebral é constituído por água. Ela é o principal veículo para as transmissões nervosas, para o trabalho dos neurotransmissores, para os pensamentos, interpretações e atitudes.

  • Câncer de cólon

Seis a oito copos de água por dia podem contribuir para afastar o câncer de cólon. Hidratados, os intestinos trabalham normalmente e detritos emulsificados com água normalizam a eliminação.

  • Acidez estomacal

A azia pode ser sinal importante de desidratação. Beber água nos intervalos das refeições (nunca durante) auxilia o estômago a normalizar o pH.

  • Pedra nos rins

Beber água pode livrá-lo de pedras nos rins. A água dilui as excretas e impede as calcificações.

  • Pele ressecada

A pele reflete a falta de líquido, assim como a fruta se enruga ao ser desidratada. A elasticidade da pele e seu viço dependem da água que você bebe.

  • Asma

O funcionamento dos pulmões necessita de água. Muitas crises de asma seriam aliviadas se levássemos isso a sério. Os canais para a passagem do ar ficam obstruídos e secos quando desidratados.

  • Mau humor

A falta de água impede a liberação dos hormônios que regulam a calma e o domínio próprio, provocando ataques de raiva e mau humor.

Esses são apenas alguns dos problemas que podem ocorrer a partir da falta de água. Para evita-los, que tal beber aquela garrafinha que está cheia até agora e não diminuiu nem um gole sequer?

Você também pode gostar de:

Verão, saúde
Janeiro Branco
mais