11 Dicas de como evitar e vencer a procrastinação

Se há um mal que tem impedido que muitas boas ideias sejam concretizadas, o nome dele é procrastinação. Se você não conhece o nome dessa palavra, certamente é familiar (de alguma maneira) com o significado:

procrastinar
Deixar para outro dia ou para depois; adiar, delongar, postergar.
(dicionário Michaelis)

Quantos planos e quantas distrações para frustrá-los, não é mesmo? O curso Learning how to learn (gratuito! É só acessar o link), dá algumas dicas para vencer a procrastinação. Muito úteis! Confira:

1. Mantenha um planejamento a ser facilmente seguido: Na sua mente você tem lá as 1001 coisas que quer fazer. Mas se não fizer um planejamento simples, tudo parecerá complexo e te desanimará em vários momentos. Simplifique!

2. Observe suas metas e, ao alcançá-las, observe o que deu certo e o que deu errado, para adaptar ao próximo planejamento: De nada adianta fazer o planejamento sem metas ou analisar os resultados. Com essa análise você poderá se conhecer melhor e também ser realista ao definir seus objetivos.

3. Escreva uma lista de tarefas a serem feitas durante o dia na noite anterior: Por quê na noite anterior e não no começo da manhã? A neurociência responde: assim o seu cérebro terá tempo para lidar com os objetivos e encontrar o caminho certo para que você tenha sucesso.

4. Monte o seu trabalho como uma série de pequenos objetivos: Ao invés de focar no site inteiro que precisa ser programado, veja os objetivos menores. Fazer o formulário, programar a página de FAQ, entre outros.

5. Defina quais serão as suas recompensas a cada objetivo alcançado: Isso mesmo! Terminou o primeiro capítulo do livro? Finalizou a arte? Terminou o app? Publicou o artigo? Recompense o seu êxito e comemore a sensação da vitória.

6. Comprometa-se com algumas tarefas e rotinas diárias: Você não vai escrever sua Tese em 8 horas ou programar aquele aplicativo em um período do dia. Projetos que requerem longos períodos para serem realizados tendem a ser deixados para a última hora, por causa da ilusão do “tenho tempo”. Divida o seu projeto e diariamente cumpra algum passo. Não deixe para amanhã, para daqui a uma hora nem para depois de conferir essa notificação.

7. Engula os sapos no começo do dia: Todo mundo tem aquela tarefa que é a mais difícil, chata ou desagradável do dia. Faça dela a primeira do dia. Sempre faça as coisas que você menos está propenso a resolver logo na manhã. Assim, quando você estiver mais cansado e desanimado estará lidando com coisas menos estressantes.

8. Cuidado com as pistas de procrastinação: Quando a procrastinação chega, ela sempre dá pistas de que vai se instalar. Quais? Mensagens no whatsapp, e-mail, notificações de redes sociais, pesquisas na internet. Estas pequenas coisas podem ser o começo de 30, 40 minutos desperdiçados e o desafio de concentrar-se novamente.

9. Procure um ambiente com menos oportunidade para procrastinação: Trabalhe em um lugar amigável, onde você não esteja vulnerável a constantes interrupções. E faça a sua parte: que tal desligar o wi-fi ou 4g do celular? Se o que você está fazendo não necessita de internet, desligar o wi-fi do seu notebook pode ser útil também. Parecem medidas extremas e ao mesmo tempo simples (afinal, é só um toque e a internet está de volta), mas elas são eficazes!

10. Confie no seu sistema de organização. Você precisa programar o seu dia e tempo dedicado para cada coisa. Então, quando for o momento de relaxar, faça isso sem culpa e preocupação, pois você está organizado o suficiente para não perder os prazos.

11. Tenha um plano B para quando você não conseguir e ainda assim procrastinar. Ninguém é perfeito! Mesmo com todo o cuidado e planejamento, infelizmente você ainda terá momentos de procrastinação. Mas eles não podem tomar conta da sua rotina e nem te fazer desanimar ou desacreditar do seu potencial. Crie o seu plano B e recomece.

Por último: vivemos numa realidade em que o se propaga aos quatro cantos é que é preciso ser livre e que organização, rotina e método são coisas desagradáveis e inúteis. Pois bem, claro que não devemos ser escravos de uma lista ou de um papel. Mas sem planejamento dificilmente você chegará a um resultado que realmente vale a pena. Experimente!

Artigo escrito originalmente por Rúbia Albuquerque e publicado no Linkedin Pulse. Divulgado com autorização

Você também pode gostar de:

Janeiro Branco
paz interior